A relação entre sono e estresse

Pesquisa na Analise dos Sonhos

Se você acha que está estressado e não dorme o suficiente, não está sozinho. Em uma pesquisa nacional sobre sono, 40% dos entrevistados disseram que não estão descansando com a quantidade recomendada. Muitos dos estressores que enfrentamos na vida moderna, como engarrafamentos, colegas de trabalho difíceis ou conflitos de relacionamento, podem desencadear uma resposta de luta ou fuga, e a exposição prolongada a esse estresse sem relaxamento pode resultar em menor duração do sono e pior qualidade de vida. sono de qualidade. Para melhorar a qualidade do sono e lidar com o estresse crônico, algumas estratégias são mais eficazes que outras.

Como o estresse crônico afeta o sono

Quando você experimenta uma ameaça percebida (física ou psicológica, real ou imaginária), a resposta ao estresse hormonal do seu corpo é acionada, criando uma cascata de mudanças físicas que levam à liberação de glicocorticóides como cortisol pelo sistema endócrino. A liberação de cortisol e outros hormônios do estresse cria uma explosão de energia que permite combater ou fugir de um perigo real e presente.

Uma resposta saudável ao estresse envolve um rápido pico de cortisol, seguido de uma rápida diminuição após a passagem do evento estressante. Essa resposta do sistema endócrino é controlada por ciclos de feedback negativo mediados pelo acesso hipotálamo-hipófise-adrenal (HPA) no sistema nervoso central.

O que é importante saber nesse contexto é que o acesso ao HPA também desempenha um papel importante na modulação do ciclo de vigília durante 24 horas. Os níveis prolongados de estresse foram correlacionados com a hiperatividade do acesso do HPA, a diminuição da duração do sono, bem como a redução do sono REM e do poder delta, levando a um sono de menor qualidade, memória prejudicada, pior regulação do humor, o que pode, por sua vez, levar a mais estresse.

Estratégias de sono para o gerenciamento do estresse

Se seus problemas de sono estão sendo agravados pelos efeitos do estresse, o sono pode ser mais fácil com a implementação de técnicas saudáveis ​​de gerenciamento de estresse antes de dormir. Lidar com o estresse assume muitas formas e pode envolver envolvimento emocional ou desengajamento emocional.

Notavelmente, um estudo descobriu que estratégias que reduzem a evitação emocional e aumentam a consciência emocional são úteis para reduzir o impacto do estresse na latência do início do sono, enquanto estratégias que aumentam a evitação, como o uso de álcool, podem levar a atrasos mais longos no sono.

Estratégias de enfrentamento saudáveis ​​que reduzem a evitação emocional incluem meditação e exercícios respiratórios simples, que podem reduzir o estresse e a tensão no corpo, diminuir os níveis de hormônios do estresse e ajudar a dormir mais facilmente.

A solução de problemas também pode ser uma maneira de reduzir o estresse, mas pode ser estimulante e deve ser feita mais cedo do que antes da cama.

É importante deixar tempo suficiente para o gerenciamento do estresse e também tempo suficiente para dormir. Eduque-se sobre estratégias adicionais de sono para o gerenciamento do estresse e leia mais sobre os benefícios de uma boa noite de sono para inspirá-lo a descobrir um plano para criar espaço em sua vida agitada para reduzir o estresse antes de dormir.

Conclusão

Nem todos os problemas de sono se devem direta ou totalmente ao estresse. Certas alterações hormonais que acompanham a menopausa ou até o envelhecimento natural podem alterar os padrões de sono. Certos medicamentos também podem afetar o sono, assim como a cafeína, o álcool e outras coisas que você consome. Se você sente que está gerenciando bem o estresse e descobre que o sono não melhorou, consulte o seu médico para verificar se uma dessas outras causas pode estar afetando você ou se você tem algum distúrbio do sono.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.